Blog

Como ser personal shopper? Conheça os diferenciais desta profissão

mulher-com-sacolas-como-ser-personal-shopper

Vamos conversar sobre como ser personal shopper?

Quando nos referimos ao profissional de consultoria em compras, muitas crenças sobre a sua função são falaciosas. Há quem acredite que se trata de um mero acompanhante em uma tarde ao shopping; há quem pense que é alguém que estimula o consumismo ou, ainda, uma pessoa apta a carregar inúmeras sacolas, numa cena digna de filme em boulevards de lojas de luxo. Por fim, existem ainda aqueles que designam o título de personal shopper para vendedores de lojas.

O personal shopper, no entanto, não tem nenhum tipo de atuação profissional correlacionada com as descrições anteriores. Ele é, primeiramente, um profundo conhecedor de comportamentos de consumo e também de consumo de moda. Esse tipo de conhecimento o torna apto a identificar, junto aos seus clientes, quais são os fatores mais

significativos para suas decisões em compras e se há qualquer intenção de modificar o que frequentemente rege suas escolhas.

Este profissional também é capaz de estabelecer aos seus clientes, a partir desse diagnóstico inicial, quais são suas intenções de compras futuras. Com isso, é possível organizar listas, com prioridades distintas, além de um planejamento orçamentário. Tudo de acordo com o que já foi definido anteriormente, em termos de estratégias de comportamento de consumo.

Como ser personal shopper? Veja dicas de atuação

Se você quer saber como ser personal shopper de sucesso, fique sabendo que esse profissional pode atuar em consonância com a consultoria de imagem, pois certamente os objetivos de imagem, a coloração pessoal, as personalidades de estilo e a morfologia corporal e facial consistirão em importantes critérios para o estabelecimento de que produtos entrarão no planejamento de compras dos clientes. 

Mas também é possível trabalhar com informações mais pontuais sobre a imagem dos clientes, ou até mesmo desenvolver trabalhos que não dependam dessas informações.

Fato é que, a partir de um processo investigativo qualitativo sobre as demandas de cada um, munido de listas de compras com critérios diversos, bem como de um planejamento orçamentário, o shopper é capaz de pré-selecionar os itens definidos em lojas físicas e online, poupando não só tempo para seus clientes, mas também qualquer tipo de gasto impulsivo. 

Após uma vasta busca dos itens almejados, ele organiza a experiência em compras, prestando todo o suporte quanto às escolhas mais assertivas e dentro dos gastos previstos.

Vantagens de contratar um personal shopper

Sua atuação durante as compras não é a de estimular o consumismo, mas a de prover uma experiência mais consciente e racional durante as compras. Isso não significa que não há qualquer experiência emocional envolvida, muito pelo contrário. A diferença está em auxiliar pessoas a não se envolverem com emoções que podem, em geral, influenciar em decisões

impulsivas de compras e trabalhar as emoções positivas que podem advir de escolhas mais assertivas, que não comprometem o planejamento orçamentário de cada um.

Ainda é possível prover suporte após a finalização da experiência em compras, considerando o uso dos produtos adquiridos, bem como o reuso e até mesmo a doação ou o descarte, a médio e longo prazo. Isso significa que o shopper cuida de todas as etapas de consumo, indo além do planejamento e das compras em si. Nesse sentido, o profissional é também fundamental para ressignificar o consumo de moda, uma vez que ele estimula o estabelecimento de uma relação mais duradoura com as peças adquiridas.

Ao final do processo, o shopper ainda pode entregar para os clientes um guia de compras, constando seus objetivos, itens pendentes, lojas indicadas e dicas diversas sobre como manter o foco no planejamento estabelecido, além de orientações para tomadas de decisões em compras mais assertivas.

Portanto, se você quer entender como ser personal shopper, saiba que não basta ser alguém que frequenta shoppings e boulevards comerciais. Também não se trata de alguém que frequenta lojas de grifes. É preciso investir em uma formação específica que promova a capacitação para atendimentos do tipo.

Um personal shopper bem formado pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas por ser capaz de torná-las mais conscientes sobre seus próprios comportamentos em compras, auxiliando-as na modificação de aspectos que elas consideram prejudiciais na hora de consumir produtos diversos; por poupar-lhes tempo e dinheiro que poderiam ser gastos em vão; por prestar suporte para que haja o uso prolongado do que foi adquirido, evitando desperdícios.

Para muitos pode parecer estranha a ideia de contratar alguém para auxiliar a fazer compras, uma vez que se consideraria ter todo o orçamento disponível para a compra de itens diversos. O que falta à essas pessoas é a compreensão de que, na maioria das vezes, gasta-se muito mais com compras pouco assertivas, do que investindo numa consultoria em compras que pode entregar benefícios racionais e emocionais por um longo período, promovendo também mudanças positivas na vida financeira das pessoas. 

Que tal conhecer melhor os serviços que este profissional tem a oferecer, ou até mesmo se tornar um deles? Em tempos de crise, então, planejar gastos variáveis nunca foi tão crucial.

Texto: Professora Luiza Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *