Imagem de destaque do post Personal branding: 7 dicas de construção de marca pessoal

Personal branding: 7 dicas de construção de marca pessoal

Leia este post de blog da Ecole para conhecer 7 dicas sobre personal branding e como imprimir credibilidade à sua marca pessoal.

Qual será a primeira palavra que vem à mente das pessoas quando elas pensam em você? Sabe o que significa o personal branding?

Essa lembrança é a definição da sua marca pessoal, ou seja, é o que as pessoas pensam e falam sobre você, é a experiência que você causa no outro.

Num mundo onde o mercado de trabalho está cada vez mais saturado e competitivo, ter uma marca pessoal bem construída que imprime credibilidade e confiança é fundamental para se obter boas oportunidades de trabalho e negócios.

Quando se tem clareza sobre isso é possível ser estratégico no desenvolvimento dessa marca, causando as percepções certas para que você seja reconhecido como deseja. 

Esse processo chama-se personal branding.

No artigo de hoje listei 7 dicas preciosas para ajudar você na construção da sua marca pessoal.

Continue a leitura e confira.

Personal branding: 7 dicas preciosas

1 – Entenda o seu ponto A

Antes de mais nada é importante você fazer uma análise de como a sua marca pessoal está hoje (o seu ponto A): qual será a impressão que você tem causado? 

A percepção da sua marca pessoal funciona como a montagem de um quebra-cabeças, os estímulos emitidos por meio da sua fala, imagem, atitudes e comportamentos, por exemplo, funcionam como peças entregues às pessoas, elas vão assimilando as informações e juntando-as formando uma imagem sobre quem você é, o que você faz e entrega.

Um exercício interessante de personal branding é pedir feedback para as pessoas que te conhecem, dessa maneira você terá uma real dimensão do valor que tem gerado para quem está por perto.

2 – Trabalhe o seu autoconhecimento

Se conhecer é fundamental para ter uma marca pessoal forte e relevante. 

No seu processo de autoconhecimento busque compreender quais são os seus valores, o seu propósito profissional, seus pontos fortes e a sua jornada até aqui. 

Essas perguntas podem te ajudar a começar:

  • O que é importante para você?
  • No que você é muito bom e tem prazer em fazer?
  • Quais são os pontos marcantes da sua história?
  • Como você pode contribuir para o seu mercado de atuação?

3 – Tenha um objetivo

O seu objetivo é o ponto B, ou seja, aonde você quer chegar como marca pessoal. Para isso eu te sugiro pensar: como você quer ser reconhecido e lembrado na sua área de atuação?

Essa definição vai te ajudar a traçar uma estratégia para construir a reputação que deseja.

4 – Defina o seu público-alvo

Uma marca pessoal relevante serve o outro. Com os atributos que você possui, quem você pode e quer ajudar?

Quanto mais informações você tiver a respeito do seu público-alvo melhor.

Desenhe o perfil do seu cliente ideal, pesquise as necessidades dele, tenha claro de que maneira você pode ajudá-lo a enfrentar seus desafios e defina qual o melhor canal de comunicação para começar a compartilhar conhecimento e desenvolver uma relação mais próxima.

5 – Tenha clareza de sua oferta

Uma marca pessoal relevante gera valor para o seu público-alvo. Por esse motivo é imprescindível mostrar aos clientes que você é diferenciado, ou seja, você precisa explorar os benefícios e as vantagens que ele tem ao contratar você em vez dos seus concorrentes. 

Para construir uma oferta irresistível pense de que maneira a sua marca pessoal pode resolver um problema ou ajudar o seu cliente a alcançar um resultado importante para ele. 

Para isso responda às seguintes perguntas:

  • Como especialista na sua área de atuação, qual é o problema que você pode ajudar o seu cliente a resolver?
  • Quais são os benefícios que você consegue trazer para ele?

6 – Cuide da sua imagem

A sua imagem pessoal é o primeiro ponto de contato que as pessoas têm com a sua marca. 

A sua aparência e a maneira como você se veste transmitem uma mensagem. 

Nesse contexto, atente-se para que a sua imagem pessoal esteja alinhada às percepções que você quer causar. 

Ter um estilo próprio e condizente com o seu posicionamento profissional é uma dica valiosa de personal branding.

Assista ao vídeo a seguir para conhecer 5 dicas para ter uma imagem pessoal de sucesso:

Acesse o link a seguir para entender a diferença entre imagem pessoal e profissional.

7 – Defina os seus canais de comunicação

A última e não menos importante dica sobre personal branding é: considere o seu perfil e os canais de comunicação mais utilizados pelo seu público-alvo para definir qual será o seu foco.

No offline pense na sua apresentação pessoal, nas participações em eventos e cartão de visitas.

No digital seja consistente nas redes sociais que fazem mais sentido para o posicionamento da sua marca e se possível desenvolva o seu site próprio.

Lembre-se de ter um alinhamento entre a sua comunicação digital e offline, e seja a mesma pessoa nesses dois mundos.

Texto: Juliana Queiroz

Professora na Ecole Brasil