Imagem de destaque do post Cores de essência:  O que são e qual sua importância na coloração pessoal

Cores de essência: O que são e qual sua importância na coloração pessoal

Você sabe o que são cores de essência? Enquanto a cartela de coloração pessoal ressalta a beleza natural da cliente, as cores de essência refletem a personalidade. Nesse artigo será abordada a aplicação das cores preferidas da cliente na sua imagem pessoal por meio de elementos de compensação. Confira!

Após realizar uma análise de coloração pessoal na sua cliente, ela não se identificou com as cores da cartela? Suas cores preferidas não estão na sua paleta? Isso é mais comum do que você imagina! E é por meio das cores de essência que conseguimos contemplar os desejos de imagem da cliente como um todo. Afinal, a cor é um elemento de comunicação visual de grande relevância pois está recheada de informação, e, por isso, devemos usá-la ao nosso favor para refletir quem somos.

Mas, isso não diminui o seu valor, até porque o propósito da análise é encontrar a melhor harmonia visual para a combinação: temperatura, intensidade e profundidade da pele. Nesse sentido, o teste é um processo extremamente poderoso e mesmo que o resultado não a satisfaça, vai ajudá-la em diferentes aspectos, como: fazer compras mais assertivas, saber usar e combinar peças, usar maquiagens que ressaltam a beleza natural, reconhecer uma cor fora da sua cartela e pensar em alternativas para harmonizá-la com a sua pele.

Então, o que fazer quando a cliente não se reconhece na cartela?

É comum a cliente não se reconhecer na paleta de cores ideal para a sua pele. Isso pode ser porque ela não identifica aquelas cores na sua personalidade, ou até mesmo devido ao desejo de imagem diferente daquela apresentada na cartela.

Por exemplo, quando uma mulher da cartela primavera clara (que possui tons neutros claros), quer usar batom vermelho para comunicar atitude, personalidade, glamour e uma pitada de sensualidade, como a consultora de imagem deve agir?

Acontece que, limitá-la a usar somente as suas "cores certas" fará com que ela se sinta desconfortável e poderá até mesmo questionar se deve mudar o seu estilo tentando se adequar a cartela.  Isso não significa que ela não ficará bonita com outras cores, mas deve ter consciência de que usar as cores de fora da sua respectiva cartela irão realçar olheiras, marcas de expressão, cicatrizes e/ ou manchas. E é nesse momento que a consultora deve usar elementos de compensação para equilibrar a imagem.

Existem formas de não usar a cartela e manter a harmonia de imagem?

Temos a paleta de cores, que sabemos que harmoniza e realça a beleza, depois temos as nossas cores de essência, que são aquelas que temos mais identificação, que carregam quem somos, nossa identidade, personalidade e estilo.

Nas etapas da consultoria de imagem vamos trabalhar o uso das cores alinhado ao trabalho de elevação de autoestima. Por isso, quando a cliente deseja usar cores de fora da cartela, é necessário orientá-la a fazer isso sem desvalorizar a sua beleza natural usando elementos de compensação. Por exemplo:

  • Harmonizar na maquiagem: Uma boa opção para usar cores de fora da cartela é compensar na maquiagem, investindo nos tons que melhor harmonizam com a pele;
  • Investir em um acessório como ponto focal: Com uma coloração dentro da sua paleta perto do rosto (brincos na cor da paleta, colar grande, cachecol etc.);
  • Usar uma terceira peça de dentro da cartela: Colocar uma peça de dentro da cartela por cima das peças com cores de fora irá equilibrar o visual;
  • Olhar para as cartelas vizinhas:  Todas as cartelas são influenciadas pelas suas vizinhas. Portanto, as cores destas também podem ser utilizadas sem que o visual delas seja prejudicado.

Quando você descobre as cores que a valorizam, é mais fácil usar os elementos de compensação, ficando livre para usar as cores que não pertencem a cartela.

Cores de essência: as cores que você usa dizem muito sobre a sua personalidade

Segundo o estudo da cientista Eva Heller, em seu livro “A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão”, cada cor desperta um sentimento e comunica informações, elas falam uma língua própria que conversa diretamente com o cérebro. Quando uma cor é percebida, esse estímulo visual ganha significado no cérebro. Nossas preferências não estão ligadas apenas ao gosto pessoal, e elas mexem com o nosso inconsciente e influenciam no nosso bem-estar ou mal-estar.

Por isso, sempre existiram cores que não necessariamente nos favorecem e não estão na nossa cartela, mas nos identificamos e nos sentimos ‘’nós mesmas’’ ao vesti-las são as cores de essência.  Quando sentimos que a cor tem muito a ver com os nossos gostos pessoais, ficamos mais confiantes e com a autoestima mais elevada.

Tendo conhecimento do que favorecem a beleza natural, abre-se um leque de oportunidades para também usar as cores de essência de forma estratégia e equilibrada.

A Solução: Mapa de Cores de Essência

Depois de observar os diversos fatores que influenciam na nossa escolha de cores e entendemos que o simbolismo delas estão diretamente conectados com a nossas escolhas diárias, desenvolvemos o mapa de cores de essência.

O mapa serve para instruir as clientes a não sabotar sua imagem e ter escolhas mais assertivas. Por exemplo, quando estamos desanimadas temos tendência de sabotar nossa imagem e vestimos uma cor comunique o abatimento, a frieza e o afastamento. Acontece que, através do mapa das cores de essência é possível reverter esse quadro, criando consciência das cores que comunicam alegria, excitação e aproximação.

Na consultoria de imagem não dá para desconsiderar o significado das cores e esse conhecimento fará toda a diferença para trabalhar a favor da imagem que a cliente deseja comunicar.

Cores da cartela x cores de essência

Não existem proibições no processo de consultoria de imagem. Mas sim a conscientização do que favorece mais e do que deve ser usado em conjunto das técnicas de compensação para não prejudicar a beleza natural.

Tanto as cores da paleta como as cores de essência são relevantes na hora de construir a imagem pessoal da cliente e nenhuma delas deve ser descartada. As suas cores de essência trazem representação, sentido e comunicação pessoal. As cores da cartela trazem harmonia, evidenciam os traços bonitos do rosto e disfarçam as imperfeições. Por isso, deve-se trabalhar considerando todos os fatores que irão beneficiar a autoestima da cliente.

Aplicar o autoconhecimento na consultoria de imagem e fazer uma análise crítica do que a cliente realmente gosta é o segredo de um atendimento diferenciado.

Saiba mais sobre autoconhecimento na Consultoria de Imagem no nosso artigo Coaching de Imagem: Uma metodologia para conduzir a cliente à sua essência.