Etiqueta Corporativa e Comportamento no Exterior - por Marcela Fabrício

Regras de etiqueta corporativa e comportamento no exterior

 

 

Ao viajar representando sua empresa em um ambiente de negócios, cheio de particularidades culturais, é fundamental conhecer as regras essenciais de etiqueta corporativa dos diferentes países para não cometer gafes,  Entender, respeitar e se adaptar às particularidades de cada lugar contribui positivamente para a sua imagem profissional.

 

Por isso nessa edição vou falar um pouco sobre protocolos em reuniões e encontros executivos em alguns países, além dos tipos de comportamentos e atitudes que podem lhe custar um grande cliente ou um grande negócio.

 

 

 

Nos Estados Unidos

Os americanos preferem que o tratamento no ambiente de negócios seja menos formal, utilizando o primeiro nome, e não o sobrenome. Porém, ao ser apresentado a um americano, recomenda-se não tomar a iniciativa do beijo. O ideal é deixar a pessoa indicar se basta um aperto de mão ou não.

Eles também não se incomodam em discutir assuntos de negócios durante qualquer refeição, inclusive, no café da manhã.

 

Na China, a prioridade é do anfitrião

Os chineses prezam por educação, formalidade e hierarquia. Durante as reuniões, é o anfitrião quem dá início a qualquer conversa e tem prioridade na condução das negociações. Além disso, você nunca deve terminar o encontro e já se retirar. No protocolo chinês, é sempre a comitiva anfitriã que deixa o ambiente primeiro.

 

Os mais velhos e a etiqueta corporativa no Japão

A princípio, a cultura nipônica pode lhe parecer bastante diferente e lhe causar alguns estranhamentos em relação a algumas regras do convívio social, porém manter um comportamento profissional é essencial. Em negociações, é de praxe deixar que a pessoa mais velha no recinto comece e medeie a reunião. Isso é visto como um sinal de respeito e faz parte da tradição milenar japonesa.

 

Encontros e cumprimentos na Índia

Como vivemos em um país ocidental, nos acostumamos a cumprimentar outros profissionais, seja em eventos ou encontros corporativos, com um aperto de mão. Porém na Índia o costume é diferente: unem-se as duas palmas das mãos na altura do peito e encurva-se um pouco o corpo para frente enquanto dizemos “Namastê”. A saudação, que significa “eu saúdo a você”, é apreciada e considerada um sinal de respeito com a cultural local.

 

 

Na França desculpe-se se não souber o francês

A França, um dos países mais visitados por turistas. Mesmo que o seu idioma não seja um dos mais falados do mundo, ficando na 18ª posição do ranking, os franceses apreciam que você se desculpe por não o saber.

Em reuniões de negócios, os franceses costumam se tratar pelo sobrenome e, nesse país, interromper quem está falando para adicionar um comentário ou argumentar não é considerado falta de educação.

 

 

A pontualidade na Inglaterra

Em algum momento, você ja deve ter ouvido alguém falar “seja pontual como um inglês”. E isso não é à toa. A terra da rainha também é a terra da educação e da pontualidade. Se marcarem com você às 16h20, pode ter certeza absoluta que a pessoa já estará lá às 16h. 

O protocolo inglês é bem rígido com prazos e horários e valoriza a sua capacidade de cumprir com eles, especialmente no mundo dos negócios. Por isso, seja pontual e evite chegar atrasado nas reuniões, pois esse comportamento é visto como falta de educação. Caso algum imprevisto aconteça, ligue e comunique o corrido imediatamente.

 

A importância do vestuário no Canadá

Em encontros de negócios, é desejável que você esteja vestido adequadamente. Essa é uma regra básica para o dress code empresarial de qualquer profissional do mundo corporativo. Contudo, no Canadá é indispensável que você se vista formalmente. Caso opte por um visual muito chamativo, é provável que seu comportamento seja visto como deselegante e desrespeitoso.

 

A valorização da opinião na Austrália

A nossa cultura preza pela expressão livre e pela sinceridade nas opiniões. Na Austrália não é diferente. É considerado de extremo mau gosto participar de uma reunião e ficar o tempo todo calado. Para eles, esses momentos servem para expor, defender e criticar ideias. Por esse motivo, valorizam amplamente que seus convidados se mostrem abertos ao diálogo.


 

A formalidade do vestuário na Espanha

A facilidade de compreensão do idioma, as festas, hospitalidade e tantos outros atrativos fazem com que a Espanha seja um local onde os brasileiros se sentem em casa. Porém, não podemos nos enganar pela boa receptividade dos espanhóis quando estamos tratando de etiqueta empresarial: eles preferem apertos de mão fortes e roupas formais.

Por outro lado, a comunicação dos espanhóis é menos direta do que a de outros europeus, permitindo até que um assunto se desvie para amenidades durante um encontro de negócios.

 

 

Cada vez mais o mundo empresarial exige do profissional ética, qualificação, comprometimento e etiqueta corporativa. Por isso, se você deseja crescer e investir ainda mais na sua carreira, foque cada vez mais na sua imagem, comportamento e postura, pois eles terão papeis decisivos no seu ambiente de trabalho.

 

Agora que você conhece um pouco mais das regras e protocolos em encontros de negócios ao redor do mundo, siga acompanhando minha pagina e entre em contato comigo. Uma consultoria personalizada é o que falta para você alcançar o destaque que tanto almeja na sua carreira. 

 

 

Marcela Fabrício

Consultora de Imagem e Estilo

Professora na Ecole Brasil